"As vezes ouço passar o vento, e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido”
(Fernando Pessoa)

28 de maio de 2014

Subindo a Serra de Igarapé

Pedra Grande
 
Domingo, 25 de junho de 2014, partimos para um pedal em Igarapé, incluindo a subida até a Serra de Igarapé.
Participaram Germino, eu e um Biker de Igarapé que ficamos conhecendo no caminho e que pra variar não lembro o nome.
 Partimos de Betim por volta de 06:00 horas em direção à Veterinária, onde deixamos o carro na portaria da Fazenda da UFMG.
As 07:00 horas começamos a pedalar em direção ao Bairro Vivendas Santa Mônica, passando pelo ex centro de beneficiamento de sementes da Agroceres e pela Hípica. Trecho inicialmente de asfalto e depois com calçamento em pedras, sempre subindo.
Depois do Santa Monica pegamos a estrada de terra em direção a Mineração Usiminas e vamos sempre  subindo.
No caminho conhecemos um Biker de Igarapé (não lembro o nome, sou péssimo para guardar nomes de pessoas, um péssimo hábito por sinal) que nos acompanhou por todo o percurso.
Abandonamos a estrada principal e seguimos a esquerda, na trilha de acesso ao topo da Serra e também a Pedra Grande.
Na verdade, trata-se de uma estradinha abandonada que vai serpenteando a serra até chegar ao topo. Só passa motos de trilha, veículos 4x4 e claro, Bikes.
Este trecho com aproximadamente 2,5 Km foi tenso. Muita pedra e buracos, intercalando empurra bikes e partes pedaláveis.
Caminhar, empurrando a bike de sapatilha no meio de pedras soltas arrebenta as pernas até dos mais preparados fisicamente. E a subida não acabava nunca . . .
No topo pausa para admirar o visual, fotos, e uma boa conversa com praticantes de vôo livre e outras pessoas que alí também admiravam as belezas naturais e infelizmente, os estragos causados pelas mineradoras que operam na região.
A descida da serra foi show. Algumas escorregadas, alguns sustos, mas chegamos lá embaixo salvos.
Na estrada seguimos a esquerda em direção a Mineração Usiminas, descemos rumo a Varginha. Parada na bica dágua para matar a sede e repor os estoques de água e tome descida até a Varginha.  Já estava sentindo saudades de fazer força nas pernas.
Passamos pela Varginha e rumamos para a Veterinária onde chegamos as 11:00 horas com 26 Km de pedal bem tranquilo, exceto a subida e descida da Serra.
 














 

Nenhum comentário:

Postar um comentário